Topics quentes fechar

Santa Cruz é derrotado pelo Vila Nova e fica em situação delicada na Série C

Com o resultado, o Tricolor apostará todas as fichas no jogo contra o Brusque (SC)

O Santa Cruz se complicou na Série C do Campeonato Brasileiro após ser derrotado, na tarde deste sábado (9), pelo Vila Nova, por 2x1, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (GO). Com o resultado, o Tigre assume a liderança do grupo C do quadrangular final, com 7 pontos, e o Tricolor do Arruda é o lanterna, com 5. Agora, o Santa Cruz vai apostar todas as suas fichas no jogo contra o Brusque, que será realizado no próximo domingo (17), no Arruda. 

O complemento da quinta rodada do grupo do Santa Cruz será apenas nesta segunda-feira (11), quando Brusque e Ituano se enfrentam às 20h no estádio Augusto Bauer, em Santa Catarina. O time da casa tem seis pontos, contra cinco dos paulistas. Como o grupo ainda está embolado, o Tricolor do Arruda ainda tem chances de classificação da Série B.

#SérieC | Fim de jogo - Vila Nova 2x1 Santa Cruz.

???? - @rafaelmelofoto / Santa Cruz pic.twitter.com/T9Is8FqdBL

— Santa Cruz F.C. (@SantaCruzFC) January 9, 2021

Confira imagens do jogo

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O Santa Cruz foi derrotado pelo Vila Nova por 2x1 - RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O Santa Cruz foi derrotado pelo Vila Nova por 2x1 - RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O Santa Cruz foi derrotado pelo Vila Nova por 2x1 - RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O Santa Cruz foi derrotado pelo Vila Nova por 2x1 - RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
O jogo

O Vila Nova foi para cima do Santa Cruz no início do jogo com Adalberto chegando pela esquerda e chutando forte, logo no primeiro minuto de jogo, e obrigou Maycon Cleiton a fazer uma ótima defesa.

A posse de bola no início de jogo foi maior do Vila Nova que tentou fazer valer o mando de campo e pressionou o Santa Cruz que não conseguiu sair do campo de defesa.

Quando o relógio marcava nove minutos de jogo, a pressão inicial deu resultado. Alan Mineiro, de fora da área acertou um belo chute no canto superior direito do gol coral, abrindo o placar para o Vila Nova.

E o Vila Nova se manteve no ataque e teve duas chances seguidas com Dudu. Na primeira, aos 18 minutos, ele recebeu de Alan Mineiro dentro da área, mas chutou rasteiro, para fora. Dois minutos depois, aos 20 minutos, novamente Dudu chutou, desta vez uma bomba, e mandou à esquerda do gol do Santa Cruz.

Sem conseguir criar pelo meio e com a chuva engrossando em Goiás, o Santa Cruz forçou a bola pelos lados, principalmente pelo direito com Toty, que cruzava, mas parava na boa defesa do Vila Nova.

À frente do placar, o Vila Nova recuou suas linhas aos 30 minutos e o Santa Cruz conseguiu aumentar a posse de bola e ganhar campo. Mesmo assim, o time pernambucano não conseguiu criar chances claras de gol.

O Santa Cruz conseguiu ainda um gol, mas foi anulado após a arbitragem marcar impedimento do zagueiro Danny Morais. Assim, o primeiro tempo foi encerrado aos 48 minutos, sem o Tricolor conseguir assustar o goleiro Marcão.

Segundo tempo

O Santa Cruz entrou ligado no segundo tempo. Precisando do resultado, o time coral pressionou o Vila Nova. Mas o campo encharcado dificultava a troca de passes do meio-campo coral. Dessa forma, a bola parada e os cruzamentos se tornaram uma saída. 

Aos seis minutos do segundo tempo, Chiquinho acertou uma bomba no travessão do Vila Nova após cobrança de falta, mas a bola acabou saindo pela linha de fundo.

E o Santa Cruz seguiu pressionando e, aos 13 minutos, numa descida de Didira pela esquerda, o time chegou perto do empate, mas a jogada parou no goleiro Marcão. O Santa ainda teve o rebote dentro da área, mas a defesa do Vila Nova afastou. 

Com a pressão coral, o Vila Nova só conseguiu sua primeira finalização aos 23 minutos, num chute fraco de longe. Em seguida, Alan Mineiro também finalizou, mas fácil para a defesa de Maycon Cleiton.

Mais uma vez o Santa Cruz teve uma chance incrível. A bola foi cruzada na área, Caio Mancha tentou desviar, a bola passou e quase perto e enganou o goleiro Marcão. 

Porém, aos 34 minutos do segundo tempo um baque para o Santa Cruz. O segundo gol do Vila Nova, que foi marcado por Pedro Bambu. Depois da cobrança de falta, o jogador do Tigre ficou com o rebote na entrada da área e fez o gol.

O Santa Cruz seguiu lutando, tentando chegar ao gol, mas ele saiu tarde. Só aos 49 minutos do segundo tempo o time coral diminuiu. Victor Rangel chutou da esquerda para a direita e acertou a trave. No rebote, Chiquinho marcou o gol, mas não se tinha mais tempo. O juiz apitou, fim de jogo. Vila Nova 2x1 Santa Cruz.

[embedded content]

Ficha do jogo

Vila Nova: Marcão; Celsinho, Donato, Saimon e Adalberto (Willian Formiga); Yuri, Dudu, Pablo (Pedro Bambu) e Alan Mineiro (Biancucchi); Henan (Rafhael Lucas) e Talles (Hugo Sanches). Técnico: Márcio Fernandes

Santa Cruz: Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Leonan (Jáderson); André (Tinga), Paulinho, Didira e Chiquinho; Lourenço (Victor Rangel) e Pipico (Caio Mancha).Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (GO).

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Gols: Alan Mineiro (VIL), aos 9' do primeiro tempo, Pedro Bambu, aos 34' do segundo tempo e Chiquinho (SCZ) aos 49' minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Pablo, Saimon, Adalberto, Alan Mineiro (VIL); Paulinho, Chiquinho, Danny Morais, Toty (SCZ).

Shotes semelhantes