Topics quentes fechar

Palmeiras bate a Católica e pegará o São Paulo nas quartas da Libertadores

O Palmeiras fez uma partida muito intensa e, com uma vitória por 1 a 0, que poderia ter sido bem mais folgada não fosse o goleiro "Cenoura" Pérez da Católica, classificou-se para as quartas de fina da
Classificação e Jogos

O Palmeiras fez uma partida muito intensa e, com uma vitória por 1 a 0, que poderia ter sido bem mais folgada não fosse o goleiro "Cenoura" Pérez da Católica, classificou-se para as quartas de fina da Libertadores. Terá pela frente o São Paulo, contra quem já fez oito jogos pelo torneio continental e nunca venceu. Foram seis derrotas e dois empates, sendo seis partidas válidas por confrontos de mata-mata, nas oitavas de final.

O primeiro tempo do Palmeiras foi surpreendentemente bom e com muita posse de bola. O time de Abel Ferreira não se escorou na vantagem obtida no jogo de ida e, com ótima atuação dos volantes Danilo e Zé Rafael, além de Wesley, o nome do jogo no primeiro tempo, massacrou os chilenos. O 1 a 0 saiu barato para a Católica. O Verdão concluiu 11 vezes, cinco na direção do gol. Marcos Rocha fez justiça ao fazer 1 a 0.

Na segunda etapa, o Palmeiras cansou um pouco, mas atuou no limite do possível de sua intensidade para segurar a Universidad Católica e ainda levar perigo. Abel fez muitas mexidas, dando rodagem inclusive a Dudu e Gabriel Veron, que não atuava desde abril, na final da Recopa Sul-Americana. O Verdão chutou mais nove vezes, mas o goleiro chileno garantiu a derrota —inútil para ele— pelo placar mínimo.

Primeira conclusão perigosa foi dos chilenos

Foi aos 8min que a primeira bola perigosa apareceu na partida, e pelo lado da Universidad Católica. Após cobrança de falta ensaiada, Lanaro escorou de cabeça e Zampedri acertou uma bicicleta sem muita força. Weverton agarrou no meio do gol. Mas foi só. Além deste lance, o primeiro tempo da Católica se resumiu a fazer faltas nos palmeirenses e cavar faltas para fazer chuveirinhos na área. Tirando a bicicleta logo no início, os chilenos não chegaram mais.

Palmeiras encaixota Católica dos 15min aos 20min

O lado esquerdo do Palmeiras, curiosamente, já que não contou com o quase vendido Viña, foi o caminho do Palmeiras no início do jogo. Aos 15min, aos 16min e aos 18min, Deyverson teve três boas chances. Na primeira, cabeceou cruzamento de Scarpa com perigo. Na segunda, pegou rebote de chute de Wesley e, de voleio, mandou no travessão. Aos 18min, Wesley saiu cara a cara com Pérez e chutou em cima do goleiro. No escanteio, Deyverson cabeceou com perigo, aos 19min.

Marcos Rocha aproveita rebote e abre o placar

Aos 36min, Zé Rafael começou a jogada roubando mais uma bola e logo acionou Wesley. O ponta trouxe para o bico da área e cruzou com perfeição para Veiga, que mandou de voleio no pé da trave. Mas Marcos Rocha acompanhava a jogada, pegou o rebote e bateu, sem força, no meio do gol, enganando zagueiros e goleiro da Católica: 1 a 0.

Católica vai para tudo ou nada logo no começo do 2º tempo

Não havia outro jeito, e o técnico Gustavo Poyet fez logo três substituições, aos 10min da etapa complementar. Embora os jogadores que entraram fossem das mesmas posições dos que saírem, as mexidas colocaram a Católica mais no campo de ataque do Palmeiras. Zampedri e Valencia cabecearam com perigo, antes dos 20min.

Abel responde com três mexidas --entre elas, Dudu

Aos 22min, Abel também fez três mexidas, para repor o fôlego do time. Breno Lopes veio para a vaga de Wesley, jogar pela esquerda. Mayke foi na vaga do amarelado Marcos Rocha. E para o lugar de Raphael Veiga, Dudu veio ocupar a faixa direita do ataque. O camisa 43 claramente carece de ritmo, mas deu dois passes de calcanhar - para Danilo e Deyverson baterem a gol. Também levou cartão amarelo, ao matar contra-ataque com falta.

Gabriel Veron volta a jogar depois de três meses

Veron teve pouco mais de seis minutos em campo. Mas que devem ter valido uma vida para o talentoso garoto que não jogava desde abril. Aos 41min, ele recebeu lançamento de Breno Lopes e invadiu a área, em um dos últimos ataques alviverdes na partida.

PALMEIRAS 1 X 0 UNIVERSIDAD CATÓLICA (CHI)

Motivo: Oitavas de final da Libertadores

Local: Allianz Parque

Árbitro: Alexis Herrera (VEN)

Auxiliares: Carlos López e Jorge Urrego, ambos também venezuelanos

VAR: Jhon Ospina (COL)

Gols: Marcos Rocha (PAL)

Cartões Amarelos: Marcos Rocha, Dudu, Renan e Felipe Melo (PAL); Parot e Zampedri (UNI)

Palmeiras: Weverton, Marcos Rocha (Mayke), Felipe Melo (Kuscevic), Gustavo Gómez e Renan; Danilo, Zé Rafael e Gustavo Scarpa; Raphael Veiga (Dudu), Deyverson (Veron) e Wesley (Breno Lopes). Técnico: Abel Ferreira

Universidad Católica: Sebastián Pérez; Raimundo Rebolledo (Astra-Buruaga), Germán Lanaro, Valber Huerta e Alfonso Parot (Montes); Juan Leiva (Núñez), Ignacio Saavedra (Silva); Fuenzalida, Felipe Gutiérrez (Buonanotte), Diego Valencia; Fernando Zampedri. Técnico: Gustavo Poyet

Shotes semelhantes
Shotes mais populares dessa semana