Topics quentes fechar

Roberto Fernandes relata frustração por mais uma derrota do Náutico no Aflitos

Para o treinador, Timbu foi castigado pela bola parada, o grande calo alvirrubro na competição

Mais uma derrota alvirrubra em casa. Dessa vez, diante da Chapecoense, o Náutico viu a chance de pontuar na Série B escapar nos acréscimos do segundo tempo, quando Xandão, aos 46 minutos, marcou o gol da virada da equipe do técnico Marcelo Cabo.

O gol, ou melhor, os gols — o do empate e o da virada — saíram de bola parada, característica que não só é a maior arma da Chape como também é o grande calo da equipe alvirrubra, conforme afirmou o técnico Roberto Fernandes.

"O nosso grande calo, que é a bola parada, mais uma vez nos prejudicou. Tem equipes que possuem uma característica melhor do que as outras, e, além da força e da imposição, uma das alternativas da Chapecoense era a bola parada", opinou Roberto.

Jogo equilibrado

Avaliando a partida como equilibrada, o técnico do Náutico assume que, de ambos os lados, as chances criadas para gol foram poucas, e que seus atletas não foram felizes na hora de finalizar.

"Quando o resultado é ruim, tudo vira desculpa. O placar final não traduz o que foi o jogo, mas isso não interessa, porque, no futebol, o que importa é o resultado", disse. "O meu sentimento é de frustração, mas vamos buscar a reação", completou.

Permanência no comando

Ao final da partida, Roberto ouviu o protesto da torcida, que considerou como justo. No entanto, o comandante alvirrubro destacou que a pressão recebida é muito mais externa do que interna.

Segundo ele, dentro do clube, apesar de ninguém está satisfeito com a atual situação do Clube, existe uma compreensão de todo o contexto do Náutico.

"Perdemos muitos titulares, contratamos peças que, por questões de janela, não puderam estrear, então estamos trabalhando em cima do que pode ser melhorado de acordo com a expectativa do que pode ser melhorado", disse.

Adaptação do planejamento

Para Roberto, não se pode falar em falha no planejamento quando o que ocorre são fatos que não podem ser controlados pelo Clube.

"Você não planeja perder dois laterais, perder a referência do ataque. São coisas que fogem do controle do Clube. Nenhuma equipe perdeu tantos jogadores no primeiro turno quanto o Náutico", frisou.

A reapresentação alvirrubra já acontece na segunda-feira (18).

Veja também Suécia e Holanda avançam às quartas de final da Eurocopa feminina

Futebol feminino

Suécia e Holanda avançam às quartas de final da Eurocopa femininaDe virada, Náutico perde para a Chapecoense nos Aflitos e continua na zona de rebaixamento

Série B

De virada, Náutico perde para a Chapecoense nos Aflitos e continua na zona de rebaixamento
Shotes semelhantes
Arquivo de Notícias
  • Tommy Dorfman
    Tommy Dorfman
    Nine Perfect Strangers: Nicole Kidman vive dona de spa bizarro em nova série da Hulu; vem assistir o trailer
    22 Julho 2021
    4
  • Islam Makhachev
    Islam Makhachev
    Khabib revela que Islam era o aluno favorito de seu pai: "Honra para mim"
    21 Out 2022
    2
  • Vapt Vupt
    Vapt Vupt
    Atendimentos presenciais no Vapt Vupt retornam nesta 3ª feira (14)
    13 Julho 2020
    1