Topics quentes fechar

Contra Ponte Preta, Náutico tenta quebrar jejum como visitante sob comando de Hélio dos Anjos

Timbu ainda não conseguiu vencer fora de casa em seis jogos sob comando do técnico, que lidera reação da equipe na Série B do Brasileiro

Com o técnico Hélio dos Anjos, o Náutico conseguiu, em 13 jogos, tirar uma distância de sete pontos para sair da zona do rebaixamento da Série B. Mas quase toda essa recuperação foi feita dentro de casa, onde o Timbu voltou a ser muito forte. Fora do Recife, porém, o time ainda enfrenta muita dificuldade - mesmo com o crescimento sob o comando do novo treinador. O que será posto à prova novamente no domingo, contra a Ponte Preta, pela 35ª rodada.

+ Veja mais notícias do Náutico

Diante da Ponte Preta, no próximo domingo, o Timbu tentará quebrar um jejum: em seis jogos fora de casa com Hélio dos Anjos, o time não conseguiu vencer. Foram quatro derrotas (CRB, Juventude, Figueirense e Confiança) e dois empates (Chapecoense e Botafogo-SP).

Hélio espera conquistar essa primeira vitória no domingo, que manteria o Timbu fora da zona de rebaixamento e aproximaria o time da permanência (chegaria a 41 pontos, com três jogos a disputar, dois deles em casa).

Hélio dos Anjos em treino do Náutico — Foto: Caio Falcão/CNC
1 de 1 Hélio dos Anjos em treino do Náutico — Foto: Caio Falcão/CNC

Hélio dos Anjos em treino do Náutico — Foto: Caio Falcão/CNC

+ Mesmo com ausências, Hélio é cauteloso com uso de destaques do sub-20 em reta final da Série B

— Vamos trabalhar para vencer. Quem sabe que a hora é essa, por tudo o que o Náutico está passando, a gente consegue a vitória fora e cria uma situação altamente positiva para o campeonato. Eu naturalmente estou atento a isso, mas muito atento à imposição dos adversários fora de casa.

Segundo o treinador, o primeiro triunfo fora de casa poderia ter acontecido há muito tempo. Na sua segunda partida como visitante, contra o Juventude, Hélio acredita que o Náutico fez o suficiente para ganhar (acabou derrotado por 1 a 0). O técnico lembrou que, naquela partida, em novembro do ano passado, pela 24ª rodada, o Timbu teve um gol mal anulado e um pênalti não marcado.

+ Hélio elogia atuação do Náutico em empate contra América-MG: "Imposição técnica e física"

— Lamento não ter ganho do Juventude, da forma como jogamos e da forma como fomos roubados. Para mim, o que é mais importante disso tudo é meu time estar mostrando confiança, para nós exigirmos mais deles fora de casa. Temos que fazer muito melhor do que fizemos até agora para ganhar esse jogo, fora de casa, e, aí sim, ratificar uma condição de manutenção para a Série B do ano que vem.

Shotes semelhantes