Topics quentes fechar

NFL: os times, as novidades, as transações e o que esperar da maior temporada da história

A espera acabou! Como setembro sempre chega, está na hora da temporada de 2021 da NFL começar. E nesta quinta-feira será inaugurado oficialmente o ano do melhor futebol americano do mundo, com o confronto entre o atual campeão do Super Bowl Tampa Bay Buccaneers e o Dallas Cowboys, às 21h15 (Brasília), com transmissão pela ESPN no Star+.

A temporada completa da NFL com o caminho até os playoffs e o Super Bowl LVI está na tela doscanais Disney e pela ESPN no Star+. Confira aqui como assinar para assistir ao melhor do futebol americano.

*Conteúdo patrocinado por Claro, Mitsubishi, Samsung, C6 Bank e Magazine Luiza

Agora você vai poder assistir a todos os conteúdos da ESPN ao vivo quando e onde quiser no Star+. Um novo jeito de ver esportes. Assine já.

Mesmo antes de começar, já dá para dizer que essa será a maior temporada da história da NFL. Afinal, pela primeira vez teremos cada time jogando 17 vezes num espaço de 18 semanas de temporada regular.

2021 também marca o retorno integral dos torcedores aos estádios ao redor da liga. Todas as 32 franquias irão poder mandar seus jogos com 100% da capacidade em suas casas.

Com a pandemia, a temporada de 2020 aconteceu com diversos jogos sendo remarcados para todos os dias da semana. Com mais de 93% dos atletas vacinados, a NFL terá uma regra nesta temporada em que a equipe que tiver algum surto de casos de COVID será creditada com um W.O. caso um jogo não consiga ser remarcado na janela de 18 semanas.

FELIZ ANO NOVO! Semana NFL #18 no ar com as prévias dos jogos de maior destaque da abertura da temporada

Como sempre, a temporada da NFL traz novidades e expectativas para cada time. E o que esperar de cada uma das 32 franquias em 2021? Clique no time abaixo e veja a prévia de cada um (a projeção de vitórias e derrotas é baseada no Football Power Index da ESPN. Clique aqui e saiba mais):

Escolha um time:AFC Norte

Campanha em 2020: 11-5 (derrota no Divisional)Principais chegadas: Sammy Watkins, WR (Chiefs); Rashod Bateman, WR (Draft); Kevin Zeitler, G (Giants), Alejandro Villanueva, OT (Steelers) ; Justin Houston, EDGE (Colts)Principais saídas: Mark Ingram, RB (Texans); Orlando Brown, OT (Chiefs); Matt Judon, EDGE (Patriots); Yannick Ngakoue, EDGE (Raiders)Projeção: 10-7

Análise: Os Ravens mantiveram o elenco de 2020, sem grandes adições ou perdas, com as maiores mudanças acontecendo na linha ofensiva. A defesa segue sendo muito bem treinada e agressiva, ao passo que o ataque tem o mais temido jogo terrestre da NFL.

Baltimore é um dos favoritos a vencer sua divisão e time quase certo nos playoffs. A questão é que perder em janeiro não é suficiente – a torcida quer um Super Bowl. Para tanto, falta evoluir em um aspecto: o ataque aéreo. Lamar Jackson mostra alguma evolução no quesito e as chegadas de Watkins e Bateman podem ajudar. A chave está no coordenador ofensivo, Greg Roman, mantido para sua terceira temporada. Será que ele consegue dar ao seu quarterback um plano de jogo mais completo pelo ar?

Campanha em 2020: 4-11-1Principais chegadas: Ja’Marr Chase, WR (Draft); Riley Reiff, OT (Vikings); Larry Ogunjobi, DT (Browns); Trey Hendrickson, EDGE (Saints); Chidobe Awuzie, CB (Cowboys); Mike Hilton, CB (Steelers)Principais saídas: A.J. Green, WR (Cardinals); Carl Lawson, EDGE (Jets)Projeção: 7-10

Análise: Os Bengals não faziam um grande 2020 e viram tudo piorar quando uma lesão tirou o então quarterback calouro Joe Burrow da temporada. Para este ano, a injeção de ânimo vem do wide receiver Ja’Marr Chase, selecionado alto no Draft e que promete reviver a grande parceria que fez com Burrow em LSU. Para além da dupla, entretanto, não há muitos destaques.

A linha ofensiva que permitiu que o quarterback apanhasse não foi muito reforçada. A defesa, que não era das melhores, apenas trocou peças. Cincinnati deve ser coadjuvante e pode usar 2021 para avaliar se Zac Taylor, agora em sua 3ª temporada, é o nome certo para comandar a empolgante jovem carreira de Burrow, que tem outras boas armas em Mixon, Higgins e Boyd.

Campanha em 2020: 11-5 (derrota no Divisional)Principais chegadas: Malik Jackson, DT (Eagles); Jadeveon Clowney, EDGE (Titans); Jeremiah Owusu-Koramoah, LB (Draft); Greg Newsome, CB (Draft); Troy Hill, CB (Rams); John Johnson, S (Rams)Principais saídas: Larry Ogunjobi, DT (Bengals); Sheldon Richardson, DT (Vikings)Projeção: 10-7

Análise: Os Browns já eram “queridinhos” em 2020, quase eliminaram os Chiefs nos playoffs e só se reforçaram para 2021. O ataque é o mesmo, mas a defesa está remontada, principalmente na secundária. O elenco deu um salto de qualidade e está, sem dúvidas, entre os melhores da NFL.

Cleveland deve brigar pelo título da divisão contra Baltimore e tem tudo para ir longe nos playoffs. A grande questão do time está justamente na posição mais importante. Baker Mayfield evoluiu na última temporada e jogou como um bom quarterback, mas “bom” não é o suficiente para eliminar Patrick Mahomes, Josh Allen e etc. Será necessário mais um passo do camisa 6 para sonhar com título.

Campanha em 2020: 12-4 (derrota no Wild Card)Principais chegadas: Najee Harris, RB (Draft); Trai Turner, G (Chargers); Melvin Ingram, EDGE (Chargers); Joe Schobert, LB (Jaguars)Principais saídas: James Conner, RB (Cardinals), Maurkice Pouncey, C (aposentadoria); David DeCastro, G (sem time); Alejandro Villanueva, OT (Ravens), Bud Dupree, EDGE (Titans); Vince Williams, LB (aposentadoria), Steven Nelson, CB (Eagles), Mike Hilton, CB (Bengals)Projeção: 8-9

Análise: Pittsburgh entra provavelmente no último ano da gloriosa “era Big Ben” - ao que tudo indica, em declínio. A defesa, grande força da equipe que ganhou 11 seguidas em 2020, segue como uma unidade temida. No entanto, perdeu três ou quatro nomes importantes no mercado. O ataque, por outro lado, chega com a linha ofensiva muito desfalcada para 2021.

A escolha de Najee Harris no Draft pode reviver o pior jogo terrestre da NFL, mas as atuações de Roethlisberger não se mostram mais de alto nível. A grande mudança é no coordenador ofensivo, Matt Canada, que vai tentar reconstruir o que se tornou um ‘ataque manjado’ no fim da última temporada. A não ser que o veteraníssimo quarterback reencontre seus melhores momentos, os Steelers já começam a encarar uma transição para uma nova realidade.

AFC Leste

Campanha em 2020: 13-3 (derrota na final da AFC)Principais chegadas: Emmanuel Sanders, WR (Saints); Gregory Rousseau, EDGE (Draft)Principais saídas: John Brown, WR (sem time)Projeção: 11-6

Análise: Buffalo foi o 2º melhor time da conferência em 2020 e chega para a nova temporada com praticamente o mesmo elenco. Ofensivamente, os olhos estão sobre Josh Allen, que teve um ano digno de MVP e precisa manter o nível para tirar todo o potencial desse ataque. Na defesa, a equipe também é sólida, especialmente contra o passe, baseada no cornerback Tre’Davious White e nos safeties Micah Hyde e Jordan Poyer.

Com estabilidade na comissão técnica – Sean McDermott foi indicado para técnico do ano em 2019 e Brian Daboll ganhou o prêmio de coordenador do ano em 2020 – tudo indica mais uma grande temporada dos Bills, favoritos ao bicampeonato da AFC Leste e pensando numa revanche contra os Chiefs de Mahomes nos playoffs.

Campanha em 2020: 10-6Principais chegadas: Malcom Brown, RB (Rams); Will Fuller, WR (Texans); Jaylen Waddle, WR (Draft); Jaelan Phillips, EDGE (Draft);Principais saídas: Ryan Fitzpatrick, QB (Washington); Shaq Lawson, EDGE (Jets); Kyle Van Noy, LB (Patriots);Projeção: 9-8

Análise: Miami vem de um bom 2020 que quase terminou em pós-temporada, muito graças à agressiva e perigosa defesa montada por Brian Flores e Josh Boyer. Os cornerbacks Xavien Howard e Byron Jones podem marcar a maioria dos adversários no mano-a-mano sem qualquer ajuda. O elenco perdeu Van Noy, mas recebeu Jaelan Phillips.

As maiores mudanças nos Dolphins passam pelo ataque. O grande investimento está no corpo de wide receivers, com a chegada dos velozes Will Fuller e Jaylen Waddle, que se juntam a DeVante Parker. As boas armas colocam uma pressão adicional em Tua Tagovailoa, que entra em seu 2º ano como profissional – a primeira temporada não empolgou. Se houver evolução por parte do quarterback, a equipe do brasileiro Duzão tem tudo para chegar nos playoffs.

Campanha em 2020: 7-9Principais chegadas: Mac Jones, QB (Draft); Nelson Agholor, WR (Raiders); Kendrick Bourne, WR (49ers); Jonnu Smith, TE (Titans); Hunter Henry, TE (Chargers); Trent Brown, OT (Raiders); Matthew Judon, EDGE (Ravens); Kyle Van Noy, LB (Dolphins); Jalen Mills, S (Eagles)Principais saídas: Cam Newton, QB (sem time); Joe Thuney, G (Chiefs); Julian Edelman, WR (aposentadoria); Patrick Chung, S (aposentadoria)Projeção: 9-8

Análise: A primeira temporada dos Patriots sem Tom Brady acabou com New England fora dos playoffs pela primeira vez desde 2008 – e o quarterback campeão por Tampa Bay. Para 2021, Bill Belichick decidiu investir pesado no mercado e foi um dos que mais contratou. Cam Newton foi cortado e as chaves do ataque estão com o calouro Mac Jones. A boa notícia é que ele terá muito mais armas do que seu antecessor: Agholor, Bourne, Smith e Henry chegaram para receber passes.

A defesa também deve subir de nível com os reforços e o retorno de Dont’a Hightower, que não jogou em 2020 por causa da COVID-19. A expectativa é de um time melhor e sempre bem treinado, que pode beliscar playoffs se seu quarterback calouro surpreender positivamente.

Campanha em 2020: 2-14Principais chegadas: Zach Wilson, QB (Draft); Tevin Coleman, RB (49ers); Corey Davis, WR (Titans); Alijah Vera-Tucker, G (Draft); Carl Lawson, EDGE (Bengals); Shaq Lawson, EDGE (Dolphins); Sheldon Rankins, DT (Saints); Principais saídas: Sam Darnold, QB (Panthers); Bradley McDougald, S (Titans)Projeção: 6-11

Análise: Os Jets chegam para 2021 para iniciar uma nova era. O quarterback será o jovem e empolgante Zach Wilson, que ganhou comparações a Mahomes antes do Draft pelos lançamentos espetaculares sem base de equilíbrio. Na comissão técnica, mudança total: o novo comandante será Robert Saleh, que montou a grande defesa dos 49ers em 2019 e é muito respeitado na NFL.

Há bons reforços nos dois lados da bola – Corey Davis dá um gás ao corpo de wide receivers, Vera-Tucker na linha e Sheldon Rankins na defesa. Carl Lawson, infelizmente, já se machucou e está fora da temporada. Se a maré de azar de New York não parece acabar, ao menos a temporada promete ser mais animada. Pode ser o tímido início de uma era de vitórias, mas ainda há um longo caminho a se percorrer na reconstrução do time.

AFC Sul

Campanha em 2020: 4-12Principais chegadas: Tyrod Taylor, QB (Chargers); Mark Ingram, RB (Ravens); Phillip Lindsay, RB (Broncos); Danny Amendola, WR (Lions); Christian Kirksey, LB (Packers); Desmond King, CB (Titans)Principais saídas: Will Fuller, WR (Dolphins); JJ Watt, EDGE (Cardinals);Projeção: 5-11

Análise: Houston é hoje uma das franquias mais conturbadas da NFL. A guerra interna pelo poder, revelada no ano passado em matéria da Sports Illustrated, custou o cargo do técnico Bill O’Brien e irritou muitos jogadores. O novo comandante para 2021 é David Culley, que está na liga desde 1994, mas nunca teve cargo nem de coordenador. Em 2020, ele era assistente e responsável pelo (fraco) ataque aéreo dos Ravens.

Não há muito com o que se empolgar. Para piorar, a situação fez com que um dos grandes ídolos da história da franquia, JJ Watt, pedisse para ser trocado. Isso sem citar Deshaun Watson, um dos melhores quarterbacks da NFL, que também pediu para ser trocado, algo irrelevante perto dos mais de 20 processos de assédio sexual que correm contra o jogador na Justiça. Ele não deve ser titular, ao menos no início da temporada. Os Texans já sofreram em 2020 e a torcida pode esperar, no máximo, uma melhor sorte no Draft de 2022.

Campanha em 2020: 11-5 (derrota no Wild Card)Principais chegadas: Carson Wentz, QB (Eagles); Eric Fisher, OT (Chiefs); Kwity Paye, EDGE (Draft)Principais saídas: Philip Rivers, QB (aposentadoria); Anthony Castonzo, OT (aposentadoria); Justin Houston, EDGE (Ravens)Projeção: 9-8

Análise: Os Colts deram trabalho para o excelente Buffalo Bills nos playoffs do ano passado. Para 2021, o elenco é praticamente o mesmo, com exceção de uma grande mudança na posição de quarterback. Sai Philip Rivers, aposentado. Entra Carson Wentz, por quem Indianapolis pagou uma escolha no Draft de 3ª rodada e uma outra de 2ª rodada (que pode virar uma de 1ª rodada, dependendo da produtividade). “Ou vai ou racha”.

A boa notícia é que Wentz jogou num nível de MVP em 2017, quando era coordenado nos Eagles por Frank Reich, atual técnico principal dos Colts. A má notícia é que ele foi um dos piores quarterbacks da NFL em 2020. A defesa de Indianapolis segue sendo muito boa, liderada por DeForest Buckner e Darius Leonard. Se Carson voltar a um bom nível, a equipe deve brigar por playoffs na AFC.

Campanha em 2020: 1-15Principais chegadas: Trevor Lawrence, QB (Draft); Travis Etienne, RB (Draft); Marvin Jones, WR (Lions); Shaquill Griffin, CB (Seahawks); Rayshawn Jenkins, S (Chargers)Principais saídas: Joe Schobert, LB (Steelers)Projeção: 7-10

Análise: Após ser o pior time da NFL em 2020, os Jaguars esperam dar início a uma nova era com a primeira escolha geral do Draft: o quarterback Trevor Lawrence, considerado um dos melhores prospectos dos últimos 20 anos. Também há novidade na comissão técnica. Quem assume é Urban Meyer, lenda viva do futebol americano universitário.

Apesar das boas notícias, a transição de um treinador do College para a NFL nem sempre é das mais simples. A adaptação de um quarterback calouro também pode demorar. E, além disso tudo, o resto do elenco ainda deixa a desejar, especialmente na defesa. Jacksonville está apenas no começo de uma grande reconstrução.

Campanha em 2020: 11-5 (derrotado no Wild Card)Principais chegadas: Julio Jones, WR (Falcons); Bud Dupree, EDGE (Steelers); Janoris Jenkins, CB (Saints); Caleb Farley, CB (Draft)Principais saídas: Corey Davis, WR (Jets); Jonnu Smith, TE (Patriots); Desmond King, CB (Texans); Adoree Jackson, CB (Giants); Malcolm Butler, CB (aposentadoria);Projeção: 9-8

Análise: Os Titans chegam de duas fortes temporadas. Em 2020, Tennessee teve um ataque verdadeiramente de elite. Para 2021, eles se reforçaram com ninguém menos que Julio Jones! Porém, há baixas importantes na unidade, como Corey Davis, Jonnu Smith e, principalmente, o coordenador ofensivo e arquiteto do plano de ataque, Arthur Smith (agora técnico principal dos Falcons).

O calcanhar de Aquiles da última temporada foi a defesa, legitimamente entre as piores da NFL. O time de Nashville investiu e trouxe nomes importantes para pressionar os quarterbacks rivais e melhorar a marcação na secundária. Se a defesa melhorar e o ataque não se perder sem a presença da mente que chamava as jogadas, os Titans estarão entre as grandes forças da AFC.

AFC Oeste

Campanha em 2020: 14-2 (derrota no Super Bowl)Principais chegadas: Orlando Brown, OT (Ravens); Jerick McKinnon, RB (49ers)Principais saídas: Sammy Watkins, WR (Ravens); Damien Williams, RB (Bears)Projeção: 12-5

Análise: A história nos mostra que é quase impossível chegar a três Super Bowls seguidos. Somente os Dolphins (71-73) e Patriots (2016-18) conseguiram isso. Mas é fato que o Kansas City Chiefs segue sendo a principal potência na AFC e pode muito bem igualar essa marca.

A equipe vice-campeã na última temporada seguiu praticamente intacta, com poucas adições e as perdas, convenhamos, não são lá de deixar muitas saudades. Enquanto Patrick Mahomes estiver saudável, os Chiefs estarão nas cabeças. E o QB tem apenas 26 anos de idade, o que nos indica que seu auge pode nem ter chegado. O resto da NFL que se cuide...

Campanha em 2020: 7-9Principais chegadas: Jared Cook, TE (Saints); Chase Daniel, QB (Lions)Principais saídas: Hunter Henry, TE (Patriots); Melvin Ingram, DE (Steelers)Projeção: 9-8

Análise: O primeiro ano com Justin Herbert foi bem animador. Os Chargers esperam uma evolução e eventualmente uma briga por uma vaga nos playoffs, bem como tentar chegar mais próximo dos favoritaços da divisão, os Chiefs.

Brandon Staley, de apenas 38 anos, começa sua primeira temporada como técnico principal na NFL e já terá que lidar com as perdas importantes de Melvin Ingram e Hunter Henry. No entanto, a defesa ainda é ótima e o ataque tem peças como Austin Ekeler e Keenan Allen que, se saudáveis, podem fazer estrago.

Campanha em 2020: 5-11Principais chegadas: Teddy Bridgewater, QB (Panthers); Kyle Fuller, CB (Bears)Principais saídas: Phillip Lindsay, RB (Texans); AJ Bouye, CB (Panthers)Projeção: 9-8

Análise: O Denver Broncos terá uma batalha pela posição de quarterback após Drew Lock não ter convencido em seu segundo ano. O time atualmente tem mais perguntas do que respostas e provavelmente deve amargar a lanterna da divisão mais uma vez.

Jerry Jeudy mostrou ser uma arma poderosa com campo aberto, Melvin Gordon é um grande running back e apesar da defesa ter Von Miller, não parece que os Broncos quebraram a sequência de cinco anos sem ir aos playoffs. A última vez que teve pós-temporada para Denver foi justamente no último título, no Super Bowl 50.

Campanha em 2020: 8-8Principais chegadas: John Brown, WR (Bills); Kenyan Drake, RB (Cardinals); Yannick Ngakoue, DE (Ravens); Casey Hayward, CB (Chargers); KJ Wright, LB (Seahawks)Principais saídas: Nelson Agholor, WR (Patriots); Tyrell Williams, WR (Lions)Projeção: 7-10

Análise: Jon Gruden entra em seu quarto ano sem ainda ter conseguido levar os Raiders aos playoffs. Aliás, pós-temporada para a franquia nos últimos 18 anos aconteceu só uma vez.

O ataque foi bem em 2020, mas a defesa era uma verdadeira peneira. As peças ofensivas seguem lá, com Derek Carr (e Marcus Mariota) tendo Josh Jacobs, Henry Ruggs e Darren Waller como opções. A defesa pode melhorar com Yannick Ngakoue, KJ Wright e Casey Hayward. Mas o relógio está rodando para Gruden. E o que acontece em Vegas...

NFC Leste

Campanha em 2020: 6-10Principais chegadas: Micah Parsons, LB (Draft); Kelvin Joseph, CB (Draft); Keanu Neal, SS (Falcons)Principais saídas: Sean Lee, LB (aposentadoria)Projeção: 8-9

Análise: Dak Prescott está de volta - e de contrato novo depois de assinar por mais quatro anos e 160 milhões de dólares com a franquia do Texas. E a assustadora lesão sofrida na semana 5 de 2020 parece não ser um problema para o QB dos Cowboys.

Dallas também agiu para resolver seus problemas na defesa: Dan Quinn, ex-treinador dos Falcons, assumiu o cargo de coordenador defensivo, e os calouros Micah Parsons e Kelvin Joseph chegaram para ajudar. Se a linha ofensiva ajudar e a defesa evoluir, os Cowboys poderão brigar pelos playoffs. Caso contrário, o time vai viver sua terceira pós-temporada seguida em casa.

Campanha em 2020: 6-10Principais chegadas: Kenny Golladay, WR (Lions); Adoree' Jackson, CB (Titans); Devontae Booker, RB (Raiders); Kyle Rudolph, TE (Vikings); Azeez Ojulari, DE (Draft) Kadarius Toney, WR (Draft)Principais saídas: Dalvin Tomlinson, DT (Vikings); Golden Tate, WR (sem time); Kevin Zeitler, G (Ravens)Projeção: 7-10

Análise: Os Giants não tiveram medo de investir no mercado de free agents e fortaleceram o ataque com Kenny Golladay, Kyle Rudolph e Devontae Booker. O time também conta com a volta do astro Saquon Barkley, que rompeu o ligamento do joelho em 2020.

Mas tudo ainda depende do que Daniel Jones será capaz de fazer. Se ele der um passo à frente, assim como Josh Allen fez com os Bills, os Giants poderão dar trabalho. Se isso não acontecer, todos os planos da franquia terão ido por água abaixo.

Campanha em 2020: 4-11Principais chegadas: Alshon Jeffery, WR (sem time); DeVonta Smith, WR (Draft); Landon Dickerson, G (Draft); Gardner Minshew, QB (Jaguars)Principais saídas: Carson Wentz, QB (Colts); DeSean Jackson, WR (Rams); Malik Jackson, DT (Browns); Matt Pryor, T (Colts)Projeção: 7-10

Análise: A era Carson Wentz chegou ao fim dois anos depois do time vencer o Super Bowl - com Nick Foles de titular. E 2021 foi de mudanças drásticas para os Eagles.

O dinâmico Jalen Hurts vai assumir a titularidade da equipe agora treinada por Nick Sirianni, e ele conta com uma forte linha ofensiva e o calouro vencedor do Heisman DeVonta Smith para isso.

Campanha em 2020: 7-9 (derrota no Wild Card)Principais chegadas: Ryan Fitzpatrick, QB (Dolphins); William Jackson, CB (Bengals); Curtis Samuel, WR (Panthers); Ereck Flowers, G (Dolphins); Charles Leno, LT (Bears); Jamin Davis, LB (Draft)Principais saídas: Alex Smith, QB (aposentadoria); Ronald Darby, CB (Broncos)Projeção: 8-9

Análise: A chegada de Chase Young em 2020 mudou o patamar da defesa de Washington, uma das melhores de toda a NFL na temporada passada. E o grupo só deve crescer no segundo ano do atual Calouro Defensivo da liga.

No ataque, o time se reforçou com Curtis Samuel, que jogará ao lado de Terry McLaurin, e, claro, com Ryan Fitzpatrick na posição de quarterback. Se a mágica do QB funcionar, Washington deve brigar para voltar aos playoffs em 2021.

NFC Norte

Campanha em 2020: 8-8 (derrota no Wild Card)Principais chegadas: Andy Dalton, QB (Cowboys); Marquise Goodwin, WR (49ers); Justin Fields, QB (Draft); Teven Jenkins, T (Draft)Principais saídas: Kyle Fuller, CB (Broncos); Bobby Massie, RT (Broncos); Taylor Gabriel, WR (aposentadoria); Charles Leno, LT (Washington); Anthony Miller, WR (Texans)Projeção: 7-10

Análise: Mitch Trubisky disse adeus a Chicago, e Andy Dalton é o novo titular. Mas o assunto do momento é o calouro Justin Fields, que deve assumir a posição em algum momento da temporada - e mostrou todo seu talento nos jogos de pré-temporada.

Defensivamente, os Bears ainda são um time forte, com Khalil Mack, Roquan Smith e Eddie Jackson liderando o grupo - que sofreu em 2020 principalmente por não ter tido um ataque forte o bastante para ficar em campo.

Campanha em 2020: 5-11Principais chegadas: Jared Goff, QB (Rams); Justin Coleman, CB (Dolphins); Jesse James, TE (Bears); Danny Shelton, DT (Giants); Kerryon Johnson, RB (Eagles)Principais saídas: Matthew Stafford, QB (Rams); Tyrell Williams, WR (Raiders); Jamaal Williams, RB (Packers); Michael Brockers, DT (Rams); Penei Sewell, RT (Draft)Projeção: 6-11

Análise: Depois de mais de uma década, os Lions têm um novo quarterback. Matthew Stafford foi trocado para os Rams, e Jared Goff chega cercado de dúvidas: ele conseguirá voltar ao patamar de 2018, quando foi ao Super Bowl sob o comando de Sean McVay?

O running back D'Andre Swift é uma das peças mais importantes para ajudar Goff, assim como o calouro Penei Sewell, uma das grandes promessas do Draft. Tudo isso com Dan Campbell de treinador e Brad Holmes como general manager.

Campanha em 2020: 13-3 (derrota na final da NFC)Principais chegadas: Eric Stokes, CB (Draft); Amari Rodgers, WR (Draft); Randall Cobb, WR (Texans); Isaac Yiadom, CB (Giants)Principais saídas: Corey Linsley, C (Chargers); Christian Kirksey, ILB (Texans); Ricky Wagner, RT (free agent); Josh Jackson, CB (Giants); Devin Funchess, WR (sem time)Projeção: 10-7

Análise: O caos chegou ao fim... aparentemente. Aaron Rodgers ficou longe do time, não apareceu em treinos, mas se reintegrou aos Packers e participou das atividades durante a pré-temporada.

Com ele, Green Bay ainda leva o favoritismo na NFC Norte. Mas depois de duas derrotas seguidas na final de conferência, é hora de pensar que 2021 pode ser, sim, a última dança de Rodgers nos Packers. A questão é: até onde ele chegará desta vez?

Campanha em 2020: 7-9Principais chegadas: Dalvin Tomlinson, DT (Giants); Mason Cole, C (Cardinals); Christian Darrisaw, T (Draft)Principais saídas: Kyle Rudolph, TE (Giants); Riley Reiff, LT (Bengals); Shamar Stephen, DT (Broncos); Mike Hughes, CB (Chiefs)Projeção: 9-8

Análise: Um ano nos playoffs. Um ano fora. A vida dos Vikings tem sido assim sob o comando de Mike Zimmer. E depois de ficar fora da pós-temporada em 2020, a torcida de Minnesota pode ao menos se animar com o histórico.

Na prática, os Vikings voltam a contar com o astro Danielle Hunter na defesa - depois de ele perder toda a temporada 2020 por uma cirurgia no pescoço. Se Dalvin Cook tiver mais um grande ano e Justin Jefferson continuar evoluindo ao lado de Adam Thielen, a equipe deve brigar mesmo pelos playoffs.

NFC Sul

Campanha em 2020: 4-12Principais chegadas: Lee Smith, TE (Bills); Cordarrelle Patterson, RB (Bears); Kyle Pitts, TE (Draft); Mike Davis, RB (Panthers)Principais saídas: Julio Jones, WR (Titans); Ricardo Allen, FS (Bengals)Projeção: 7-10

Análise: Matt Ryan não foi a lugar algum e vai liderar o time agora treinado por Arthur Smith depois da saída de Dan Quinn.

Os Falcons tiveram grandes mudanças no ataque: Julio Jones foi trocado para os Titans, o calouro Kyle Pitts promete assombrar a NFL, e Mike Davis, que impressionou ao substituir Christian McCaffrey nos Panthers em 2020, é o novo running back em Atlanta.

Campanha em 2020: 5-11Principais chegadas: Sam Darnold, QB (Jets); Jaycee Horn, CB (Draft); Darryl Johnson, DE (Bills); Haason Reddick, LB (Cardinals)Principais saídas: Teddy Bridgewater, QB (Broncos); Kawann Short, DT (free agent); Thomas Davis, LB (aposentadoria); Greg Little, T (Dolphins); Denzel Perryman, ILB (Raiders); Curtis Samuel (Washington); Cameron Erving, T (Cowboys) Projeção: 8-9

Análise: A passagem de Teddy Bridgewater por Carolina durou apenas um ano, e o time foi atrás de Sam Darnold para a posição de QB. E depois de três anos sofrendo nos Jets, ele vai tentar mostrar por que foi a 3ª escolha do Draft.

Os Panthers também esperam que Christian McCaffrey tenha uma temporada livre das lesões que o atrapalharam tanto em 2020. Se Darnold tiver um dos melhores jogadores de toda a NFL ao seu lado, o trabalho de reconstrução ficará muito mais fácil.

Campanha em 2020: 12-4 (derrota na Divisional)Principais chegadas: Nick Vannett, TE (Broncos); Payton Turner, DE (Draft); Devonta Freeman, RB (Giants)Principais saídas: Drew Brees, QB (aposentadoria); Nick Easton, G (sem time); Thomas Morstead, P (sem time); Emmanuel Sanders, WR (Bills); Janoris Jenkins, CB (Titans); Malcom Brown, DT (Jaguars); Trey Hendrickson, DE (Bengals)

Análise: Foram quase 15 anos de parceria, mas Drew Brees disse adeus ao futebol americano e aos Saints. Agora, o time está nas mãos de Jameis Winston - o único jogador da história da NFL a ter uma temporada com mais de 30 touchdowns e 30 interceptações.

A defesa dos Saints promete continuar sendo forte com Cameron Jordan, Demario Davis e Marshon Lattimore. E o ataque vai depender muito de Alvin Kamara, principalmente sem o lesionado wide receiver Michael Thomas nas primeiras semanas da temporada.

Campanha em 2020: 11-5 (Campeão do Super Bowl)Principais chegadas: Giovani Bernard, RB (Bengals); Joe Tryon, DE (Draft); Kyle Trask (Draft)Principais saídas: NinguémProjeção: 11-6

Análise: Shaquil Barrett, Lavonte David, Chris Godwin, Antonio Brown, Rob Gronkowski, Ndamukong Suh, Leonard Fournette... Todos eles poderiam ter saído. Mas nenhum deles abandonou o projeto ao lado de Tom Brady.

Na verdade, os atuais campeões se reforçaram com Giovani Bernard, que vai formar uma trinca de running backs ao lado de Fournette e Ronald Jones, e com o calouro Joe Tryon. Tudo está em seu devido lugar para Brady, aos 44 anos, brigar pelo 8º Super Bowl de sua carreira.

NFC Oeste

Campanha em 2020: 12-4 (derrota no Wild Card)Principais chegadas: Gerald Everett, TE (Rams); Gabe Jackson, G (Raiders)Principais saídas: Carlos Hyde, RB (Jaguars); KJ Wright, LB (Raiders), Shaquill Griffin, CB (Jaguars)Projeção: 10-7

Análise: Lembram da defesa dominante do Seattle Seahawks? Pois bem, ela não existe mais faz tempo. E ter perdido KJ Wright e Shaquill Griffin certamente não irá ajudar o setor nesta temporada.

A boa notícia é que enquanto Russell Wilson estiver lançando a bola, os Seahawks são candidatos ao título de divisão, ainda mais levando em conta que Chris Carson, DK Metcalf e Tyler Lockett seguem lá. Espere jogaços e milagres de Wilson em Seattle mais uma vez. Porém, esse elenco está longe de ser aquele que chegou a dois Super Bowls seguidos.

Campanha em 2020: 6-10Principais chegadas: Trey Lance, QB (Draft); Alex Mack, C (Falcons)Principais saídas: Richard Sherman, CB (sem time); Jerick McKinnon, RB (Chiefs); Tevin Coleman, RB (Jets); Jordan Reed, TE (aposentadoria)Projeção: 10-7

Análise: De um time que ficou a dois quartos do título do Super Bowl a um time com apenas seis vitórias na temporada seguinte meses depois. 2020 não foi bom para os Niners. A boa notícia é que a nova temporada volta a dar esperanças para a franquia, que foi lanterna na divisão.

Mas o motivo da trágica temporada de 2020 foi claro: lesões. San Francisco sofreu com muitas e em seus jogadores chave. Agora está todo mundo saudável, ao menos neste começo de temporada. E Jimmy Garoppolo tem a sombra de Trey Lance na posição de quarterback.

Campanha em 2020: 10-6 (derrota na Divisional)Principais chegadas: Matthew Stafford, QB (Lions); DeSean Jackson, WR (Eagles)Principais saídas: Jared Goff, QB (Lions); Malcolm Brown, RB (Dolphins); Josh Reynolds, WR (Titans); Gerald Everett, TE (Seahawks)

Análise: Parece que faz uma década que os Rams chegaram ao Super Bowl pela última vez, mas foi em 2019. A janela se fechou rápido em Los Angeles, e a franquia já abriu mão de Jared Goff, Todd Gurley, Malcolm Brown e Brandin Cooks, expoentes daquela equipe, neste período.

A fase agora é de Matt Stafford, que nunca venceu um jogo de playoff, e chega para dar uma potencializada gigantesca neste ataque comandado por Sean McVay. Os Rams têm tudo para mais uma vez chegarem nos playoffs.

Campanha em 2020: 8-8Principais chegadas: AJ Green, WR (Bengals); James Conner, RB (Steelers); JJ Watt, DE (Texans)Principais saídas: Larry Fitzgerald, WR (sem time); Kenyan Drake, RB (Raiders); Patrick Peterson, CB (Vikings)Projeção: 8-9

Análise: Os Cardinals mostraram que não ficaram contentes em bater na trave por uma vaga nos playoffs. A franquia rendeu manchetes na offseason ao trazer AJ Green e JJ Watt. Apesar de veteranos e não mais no auge, eles têm muito potencial de contribuir para o sucesso do time.

Kyler Murray é um dos jogadores mais enérgicos em campo e certamente fará jogadas inacreditáveis. No entanto, Arizona perdeu duas peças históricas de sua franquia: Larry Fitzgerald e Patrick Peterson. Mesmo assim, os Cardinals têm tudo para quebrar o tabu de cinco anos sem ir aos playoffs da NFL.

Shotes semelhantes