Topics quentes fechar

Gol, Azul, CVC e PetroRio desabam na bolsa com nova variante da Covid-19

Setores são os mais impactados por estarem intimamente ligados à recuperação econômica e à reabertura das fronteiras
índices gráfico bolsa mercado alta baixa coronavírus covid-19
(Getty Images)

SÃO PAULO – A sexta-feira (26) foi marcada pela queda generalizada das ações nas bolsas globais, por conta da detecção da Omicron, uma nova variante da Covid-19, que passou a preocupar autoridades mundo afora. Companhias aéreas, empresa de turismo e petroleiras, porém, foram as mais prejudicadas, tanto por aqui quanto no exterior – isso pelo fato desses setores estarem diretamente ligados à retomada econômica e à reabertura de fronteiras.

No Brasil, as ações PN da Gol (GOLL4) e a Azul (AZUL4) foram as principais quedas do pregão, caindo, respectivamente, 11,81% e 14,18%. Depois delas, vieram os papéis ON da CVC (CVCB3), de turismo, com queda de 11,07%. As ON da PetroRio (PRIO3) também ficaram no top 5 das baixas, recuando 8,74%.

Nos Estados Unidos, a gigante do setor aéreo American Airlines caiu 13,30%. A Exxon Mobil, de petróleo, desvalorizou quase 5%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia Também: A reação do mercado à nova variante da Covid faz sentido ou foi exagerada?

Companhias aéreas caem com medo de novas restrições a viagens

“Sobre as aéreas e o setor de turismo, o motivo é bem claro: o avanço da Covid-19 pode ter um impacto direto na demanda, que vinha se recuperando”, explicou Henrique Esteter, especialista em mercados do InfoMoney. “As perspectivas para o fim de ano estavam altas e agora isso pode ser colocado em cheque”, completou.

Hoje, uma série de países voltaram a restringir viagens. Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, por exemplo, já restringiram os translados com várias nações africanas – região em que a Omicron provavelmente surgiu. Nos EUA, as novas medidas vêm menos de um mês após a flexibilização de viagens determinada pelo presidente Joe Biden, que liberou os trajetos entre o país e cerca de 30 nações.

A Gol fechou o pregão negociada a um valor próximo do que foi registrado em maio de 2020. A Azul tocou a mínima de 2021 e voltou ao patamar que tinha em agosto do ano passado.

“A reação não é exagerada porque as aéreas tiveram uma boa recuperação. É que a perspectiva é muito nebulosa. Quando é difícil saber o tamanho do impacto, o mercado costuma pesar na mão. Por enquanto são só possibilidades”, completou Esteter.

Já quanto ao petróleo, o analista explica que o avanço da nova variante da covid-19 pode frustrar a retomada econômica, diminuindo a demanda pela commodity. Isso somado ao fato de que alguns países ainda estão liberando suas reservas estratégicas aumentam a chance, se as restrições voltarem, de haver um “overssuply” no primeiro trimestre de 2022 – um excesso de oferta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os contratos de petróleo Brent para janeiro de 2022 fecharam em queda de 13,04%, negociados a US$ 68,17. O WTI para o mesmo mês recuou 11,35%, a US$ 72,89.

Além da já mencionada PetroRio, a Petrobras (PETR3;PETR4) viu suas ações ordinárias recuarem 4,36% e as preferencias 3,88%. A 3R Petroleum (RRRP3) recuou 7,10%.

“O movimento de queda foi generalizado, atingindo commodities, bancos e construtoras, por exemplo. Os temores com a variante ofuscaram até mesmo a black friday e a queda dos juros futuros no Brasil, que poderiam dar algum respiro para as ações das varejistas”, comentou Alexsandro Nishimura, economista e sócio da BRA.

A companhia que fecha o top 5 das maiores quedas, a Méliuz (CASH3) geralmente é beneficiada pela queda dos juros por ser ligada ao varejo e por ser considera tech, mas nem isso evitou que suas ações ON desvalorizassem 10,42%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui. 

Relacionados
Shotes semelhantes