Topics quentes fechar

Rocha: 'Flamengo teve mais uma atuação inconstante e com falhas defensivas'

O Flamengo viu William Arão fazer um gol contra bisonho e ficou duas vezes atrás do placar, mas reuniu forças para reagir e arrancou

O Flamengo viu William Arão fazer um gol contra bisonho e ficou duas vezes atrás do placar, mas reuniu forças para reagir e arrancou empate por 2 a 2 do Talleres na Argentina, na noite desta quarta-feira (4), pela 4ª rodada da Libertadores. O Rubro-Negro jogou muito mal no primeiro tempo e não chutou sequer uma bola na meta rival, mas mudou de postura na etapa final e marcou dois belos gols com Arrascaeta e Pedro.

Na Live do Flamengo, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Rodrigo Mattos analisaram o rendimento da equipe contra o Talleres. Na opnião de Rocha, o empate sofrido contra o time de Córdoba mostrou mais uma vez a irregularidade do conjunto de Paulo Sousa, que cometeu muitos erros defensivos - principalmente pelo lado direito com Isla e William Arão.

Relacionadas

"Pelo que foi o jogo hoje, os tantos acidentes que o Flamengo teve ao longo da partida, lesões, problemas, erros técnicos, um jogo meio louco e meio aleatório, o Flamengo todo no ataque no segundo tempo, uma formação meio amalucada, mas conseguiu o empate que deixa o time numa situação privilegiada para conseguir a classificação no grupo."

"Mas a atuação foi aquela inconstância de sempre, falhas defensivas, dessa vez nem tantas chances desperdiçadas, o ataque foi até mais eficiente do que o comum, embora tenha faltado criatividade no primeiro tempo, quando o Flamengo não teve nenhuma finalização no gol, só aquele gol anulado do Bruno Henrique com o Gabigol em impedimento", acrescentou Rocha.

Mattos classificou a atuação do Flamengo no primeiro tempo como "horrenda" e destacou a fragilidade defensiva pelas laterais. Segundo ele, quando Bruno Henrique joga pela esquerda, Filipe Luís fica desprotegido. Já Isla e William, que jogaram pelo lado direito da defesa, foram escolhidos como os piores em campo.

"O jogo foi meio aleatório, primeiro tempo bem ruim do Flamengo, muito frágil defensivamente com erros que vem se repetindo, aquela esquerda sem proteção e do outro lado o Isla erra muito. Então tem fragilidade nas duas laterais, estoura tudo em cima dos zagueiros."

"Enquanto o Pablo estava em campo os zagueiros corrigiam, ele e o David Luiz, mas quando o Arão foi para a zaga foi o que a gente viu, botou a bola para dentro sem ter nenhuma noção do posicionamento de zagueiro. O Talleres poderia ter feito dois ou três, o Santos teve uma boa intervenção e o Flamengo teve zero conclusões, atuação horrenda, nem era ofensivo nem se defendia bem", opinou Mattos.

Segundo o colunista do UOL, o técnico Paulo Sousa acertou o time no intervalo e o Flamengo voltou melhor para a etapa final. "Na volta você viu um time com uma cara mais próxima do que se espera do Flamengo, mas ainda criando pouco. Aí o Arrascaeta achou um gol daqueles que a gente só vê ele fazendo no futebol brasileiro. O Paulo Sousa foi mal no início, mas quando ele trocou o time deu uma melhorada, tornou o Flamengo melhor", completou Mattos.

A próxima edição da Live do Flamengo será no domingo (8), logo após a partida contra o Botafogo, pelo Brasileirão. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

Shotes semelhantes