Topics quentes fechar

RMP: O departamento de futebol do Flamengo virou coisa de compadres

Há quatro jogos sem vencer no Brasileirão, o Flamengo vive uma crise técnica em campo e política nos bastidores. O último tropeço aconteceu ontem (14),
Classificação e Jogos

Há quatro jogos sem vencer no Brasileirão, o Flamengo vive uma crise técnica em campo e política nos bastidores. O último tropeço aconteceu ontem (14), empate por 2 a 2 contra o Ceará, no Castelão. O Fla esteve duas vezes à frente do placar, mas tomou o empate aos 45 minutos do segundo tempo em falha do goleiro Hugo. O Rubro-Negro foi a seis pontos em 18 disputados (aproveitamento de 33%) e pode terminar a rodada na antessala da zona de rebaixamento.

Na Live do Flamengo, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado analisaram a crise generalizada que se instalou no clube, com vaias e protestos contra o presidente Rodolfo Landim e o vice-presidente de futebol Marcos Braz. A dupla responsabilizou a má administração dos departamentos internos como um dos motivos pela brusca queda de desempenho na Gávea.

Relacionadas

"O departamento de futebol do Flamengo virou uma coisa de compadre. O supervisor é primo do BAP, o Tannure só contrata gente que trabalha no consultório dele ou é do círculo de amizade dele. É duro", afirmou RMP, referindo-se ao médico do Flamengo, Dr. Márcio Tannure.

"Não vejo perspectiva a não ser que o Landim tivesse a coragem de começar a reestruturação pelo departamento de futebol. Sai Braz, Spindel, Juan, Fabinho, todo mundo. O Braz transformou o Spindel em executivo de futebol, ele é bom de finanças, e no entanto ele é atualmente o executivo de futebol do Flamengo, é uma piada", acrescentou.

"Aí eu concordo que a culpa não é do Paulo Sousa, não tem que trocar só o Paulo Sousa, mas o departamento de futebol como um todo", completou RMP.

Rocha classificou a administração do Flamengo como "politiqueira" e disse que a contratação de Paulo Sousa foi mais um erro da dupla Braz e Spindel no comando do futebol. Na opinião do jornalista do UOL, falta competência ao técnico português para comandar a reestruturação do clube após a série de fracassos nos últimos meses.

"O Paulo Sousa não tem currículo para estar ali, então o erro foi do Braz e Spindel, que contrataram. Fica tudo em cima dele, se é um cara com estofo já tinha dado um esporro nesses jogadores para fazer as coisas acontecerem. O cara não tem estofo para isso, deram uma responsabilidade para ele que talvez nem os jogadores acreditem, porque a carreira dele é nota 5. Essa tarefa de reestruturação não era para o Paulo Sousa."

"É um clube com uma administração mais politiqueira do que técnica. O Braz começou a descartar todo o trabalho científico, dizendo que não tinha necessidade, aí bota lá o amigo dele na preparação física, faz um monte de arranjo político. O organograma do Flamengo é uma zona, um grande penduricalho, cabide de emprego, gente com currículo mais que questionável. O Flamengo contrata jogador caro e fica dependendo da boa fase dos jogadores", opinou Rocha.

A próxima edição da Live do Flamengo será na terça (17), logo após a partida contra a Universidad Católica, pela Libertadores. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

Shotes semelhantes