Topics quentes fechar

Botafogo vence, sobe na tabela e deixa clima no Flamengo ainda mais tenso

No duelo com toque de Portugal, melhor para Luís Castro sobre Paulo Sousa. Na manhã de hoje (8), o Botafogo venceu o Flamengo no Mané Garrincha, pelo Campeonato Brasileiro, por 1 a 0. O placar foi construído com gol de Erison, no começo do segundo te
Classificação e Jogos

No duelo com toque de Portugal, melhor para Luís Castro sobre Paulo Sousa. Na manhã de hoje (8), o Botafogo venceu o Flamengo no Mané Garrincha, pelo Campeonato Brasileiro, por 1 a 0. O placar foi construído com gol de Erison, no começo do segundo tempo. A derrota acontece em meio a um momento conturbado na Gávea, após as declarações do ex-técnico Jorge Jesus publicadas pelo colunista do UOL, Renato Maurício Prado, na quinta-feira.

Com o resultado, o Alvinegro foi a oito pontos e encostou no primeiro pelotão da competição. O Rubro-Negro, por outro lado, permanece com cinco e vê a zona de rebaixamento se aproximar no retrovisor.

Relacionadas

Na próxima rodada, o time da Gávea encara o Ceará, no Castelão, enquanto o Glorioso recebe o Fortaleza no Nilton Santos.

O Flamengo volta a campo na quarta-feira, contra o Altos, em Volta Redonda, pela Copa do Brasil. O Botafogo, na quinta-feira, encara o Ceilândia, no Nilton Santos, pela mesma competição.

Live do Flamengo Mané Garrincha

O jogo aconteceu no Mané Garrincha porque o Maracanã ficará fechado por um período de 11 dias. Na última quinta-feira, foi iniciado o plantio de sementes de grama de inverno, o que impossibilita a utilização do estádio, atualmente administrado por Flamengo e Fluminense. Uma troca no mando de campo chegou a ser conversada, mas o Botafogo não topou, e o duelo foi para Brasília.

Bolsonaro no estádio

Bolsonaro assiste a partida entre Flamengo e Botafogo, válida pela quinta rodada Campeonato Brasileiro - FRANCISCO STUCKERT/ESTADÃO CONTEÚDO - FRANCISCO STUCKERT/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: FRANCISCO STUCKERT/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve presente ao Mané Garricha nesta manhã, para acompanhar o clássico. O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) também compareceu ao estádio.

Semana conturbada

O Flamengo chegou para este jogo após dias tumultuados. Colunista do UOL Esporte, Renato Maurício Prado publicou reportagem bombástica na qual que Jorge Jesus disse querer voltar ao Rubro-Negro e aguardar até o próximo dia 20. As falas repercutiram mal na Gávea e mexeram com o ambiente, em meio às críticas ao técnico Paulo Sousa.

Torcida do Fla pede a volta de Jorge Jesus na partida contra o Botafogo no Mané Garrincha - Mateus Bonomi/AGIF - Mateus Bonomi/AGIF
Imagem: Mateus Bonomi/AGIF

Quem foi bem - Bruno Henrique e Erison

Bruno Henrique foi peça importante na parte ofensiva do Flamengo. Boa parte das jogadas passou pelo pé dele, que, com velocidade e ajudando na pressão na saída de bola, deu trabalho à zaga adversária. Erison foi um dos destaques do Botafogo. Referência no ataque, o jogador, quando teve a bola, foi quem mais criou chances.

Quem foi mal - Thiago Maia e Saravia

No lado do Flamengo, Thiago Maia teve uma atuação um pouco mais burocrática e não apareceu como era imaginado. Pelo Botafogo, Saravia não esteve bem. O jogador não conseguiu encaixar na marcação e o Rubro-Negro aproveitou.

Desempenho do Flamengo

Com desfalques, o Flamengo entrou em campo com Arão na zaga e uma dupla de volantes formada por Andreas Pereira e Thiago Maia. O time implementou uma marcação pressão e dificultou bastante a saída de bola do Botafogo. Aos poucos, conseguiu ganhar campo e se mostrou melhor no primeiro tempo, criando as melhores oportunidades. Gabigol chegou a balançar a rede, mas o gol foi anulado após o VAR apontar impedimento.

No segundo tempo, a equipe cometeu uma falha, deu espaço e viu Erison abrir o placar. Em desvantagem, o time buscou implantar um ritmo mais forte, em busca do empate.

Desempenho do Botafogo

O Botafogo buscou ter mais a posse de bola, mas encontrou dificuldades na saída, diante da marcação adiantada do Flamengo, e foi inferior no primeiro tempo. Quando conseguiu encaixar a troca de passes, chegou ao campo de ataque, mas falhava no momento de decidir a jogada.

Na volta do intervalo, a equipe de Luís Castro conseguiu achar espaço entre os setores do Fla, e Erison, que era o jogador mais perigoso, abriu o placar. A partir daí, o jogo ficou mais equilibrado. Porém, pouco depois, o time se mostrou um pouco mais recuado e voltando a cometer erros no meio.

Torcida durante partida entre Flamengo e Botafogo no Mané Garrincha - Mateus Bonomi/Mateus Bonomi/AGIF - Mateus Bonomi/Mateus Bonomi/AGIF
Imagem: Mateus Bonomi/Mateus Bonomi/AGIF

Cronologia

O duelo começou movimentado. O Flamengo tentava pressionar a saída de bola do Botafogo, que investia em trocar passes e acelerar pelas alas. Desta forma, os dois times foram achando espaços e buscando ganhar terreno.

Na trave

O time rubro-negro quase abriu o placar com Arão, que recebeu cruzamento de Arrascaeta e, de cabeça, mandou na trave.

Quase

Gabigol esteve próximo de balançar a rede. Ayrton Lucas, que havia acabado de entrar na vaga de Filipe Luís, achou Gabigol no meio da zaga adversária. O camisa 9 recebeu, tirou de Gatito e bateu, mas Cuesta apareceu para tirar.

Anulado

O Flamengo chegou a balançar a rede, com Gabigol, de cabeça, após bonito passe de Everton Ribeiro. Porém, o VAR apontou posição irregular do camisa 9.

'El toro' deixa o dele

O segundo tempo indicava um cenário parecido, com o Fla pressionando a saída do adversário. Porém, logo no início, o Botafogo conseguiu achar espaço e abrir o placar. Após lançamento de Diego Gonçalves, Arão não conseguiu cortar e a bola ficou com Erison. O atacante passou por David Luiz e bateu forte. Hugo ainda foi na bola, mas não conseguiu evitar que balançasse a rede.

Lá e cá

O Flamengo tentou empurrar o Botafogo para conseguir o empate, e finalizou algumas vezes ao gol de Gatito. O Alvinegro, por sua vez, permanecia na aposta das saídas em velocidade. Paulo Sousa e Luís Castro fizeram mudanças para tentar dar um gás novo às respectivas equipes.

Gatito defende

Uma das alterações de Paulo Sousa foi a entrada de Lázaro na vaga de Andreas. E logo no primeiro lance, o jovem rubro-negro foi para cima e bateu colocado, obrigando Gatito a fazer boa defesa.

Fim de jogo corrido

Nos minutos finais, o jogo ficou ainda mais agitado. O Botafogo quase fez o segundo com Diego Gonçalves, que finalizou na área e Hugo fez a defesa. Depois, foi a vez do Flamengo, em contra-ataque que ficou nos pés de Lázaro. Ele finalizou e Gatito pegou.

Pressão no fim

Nos acréscimos, o Flamengo tentou o empate como pôde. Gabigol, na área, parou em Gatito. Depois, David Luiz perdeu boa oportunidade.

FICHA TÉCNICAFLAMENGO 0 X 1 BOTAFOGO

Competição: Campeonato BrasileiroLocal: Estádio Mané Garrincha, em BrasíliaDia: 8 de maio de 2022, domingoHorário: 11h (horário de Brasília)Árbitro: Anderson Daronco (RS)Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Rafael da Silva Alves (RS)VAR: Daniel Nobre Bins (RS)Cartões amarelos: Andreas Pereira (FLA); Saravia, Oyama, Luís Castro (técnico), Daniel Borges (BOT)Cartões vermelhos: -Gols: Erison, do Botafogo, aos 5'/2ºT

FLAMENGO: Hugo Souza; Isla (Rodinei), Willian Arão, David Luiz e Filipe Luís (Ayrton Lucas); Andreas Pereira (Lázaro), Thiago Maia (João Gomes), Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Paulo Sousa

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Saravia (Hugo), Kanu, Víctor Cuesta e Daniel Borges; Luís Oyama, Tchê Tchê e Lucas Fernandes (Del Piage); Gustavo Sauer (Diego Gonçalves), Victor Sá e Erison (Matheus Nascimento). Técnico: Luís Castro

Shotes semelhantes