Topics quentes fechar

Atuação de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais se fortalece na pandemia

Na batalha para salvar vidas atingidas pelo novo coronavírus, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais uniram forças às equipes de saúde e mostraram como essas profissões contribuem para a completa recuperação de pacientes com

Na batalha para salvar vidas atingidas pelo novo coronavírus, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais uniram forças às equipes de saúde e mostraram como essas profissões contribuem para a completa recuperação de pacientes com Covid-19. Em homenagem a eles, nesta quarta, 13 de outubro, dia em que se celebra esses profissionais, o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Crefito 6 - promove programação comemorativa com atendimento gratuito à população, a partir de 7h, na Praça do Ferreira (Centro).   

Como salienta o fisioterapeuta Dr. Ricardo Lotif presidente do Crefito6-Ce, a pandemia evidenciou a necessidade de aumentar o número de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais nos hospitais, UPAs e clínicas. “Cresceu muito a empregabilidade, tanto na pandemia como no pós-covid. Estamos atuando em domicílio, nos hospitais e clínicas que estão sendo criadas”, observa Dr. Ricardo Lotif.  

O representante destaca que, com a pandemia, o papel dessas profissões, que já era importante, tornou-se ainda mais evidente para o sistema de saúde público. “Tivemos um acréscimo de 22 novas UTIs no Estado. Essas unidades não podem fechar no Interior. Não se pode retroceder nisso, porque não são só nos casos de Covid-19 que esses profissionais podem atender. Qualquer parto prematuro, acidente de trânsito, cirurgia, pós-operatório, AVC, doença cardiovascular, que é o que mais mata, entre outros casos que vão para UTI, precisam de fisioterapia e terapia ocupacional”, afirma Ricardo Lotif.  

Legenda: Ricardo Lotif, presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Crefito 6

Foto: Acervo pessoal

Dra. Ana Karine Castelo Branco, fisioterapeuta do Núcleo Ampliado da Saúde da Família (NASF) de Horizonte, gerente da Fisioterapia do Hospital São José e conselheira do Crefito6, pontua que tanto a fisioterapia como a terapia ocupacional tiveram importância essencial nesta pandemia, principalmente em relação aos que ficaram internados em unidades hospitalares. “Destaco a atuação da fisioterapia nas UTIs, onde somos responsáveis pelo manejo da ventilação mecânica, seja ela invasiva ou não invasiva, desmame da ventilação e reabilitação cardiorrespiratória e motora”, elenca. 

Outra atuação relevante da fisioterapia e terapia ocupacional foi na assistência aos pacientes com sequelas da Covid-19. “Esses pacientes, principalmente os que tiveram muito tempo de internação hospitalar, apresentam, após este período, déficit de força muscular, diminuição de expansibilidade pulmonar, alteração em seu equilíbrio e coordenação, dentre outras. A Covid-19 também afeta a saúde mental destes pacientes, quadros de pânico e depressão são muito comuns nesta fase da doença, portanto, tanto a fisioterapia como a terapia ocupacional têm papel primordial na assistência a estes pacientes, restaurando a funcionalidade, melhorando a qualidade de vida destes indivíduos”, explica Dra. Ana Karine Castelo Branco.  

Divisor de águas  

Para a terapeuta ocupacional Dra. Márcia Andréa Rodrigues de Carvalho, a pandemia foi um momento de se reinventar enquanto profissional, neste momento tão desafiador para a saúde. Como explica a profissional, a atuação dos terapeutas ocupacionais neste período se destacou pela realização de ações voltadas para o cuidado aos profissionais de saúde com atividades de relaxamento e autocuidado. 

Além disso, como forma de evitar úlceras de pressão na face dos pacientes, devido aos longos períodos na posição prono, os terapeutas atuaram com a prescrição, confecção e aplicação de coxins, dispositivo de tecnologia assistiva, e também na produção de óculos de conforto visual para proporcionar maior bem-estar ao paciente na atividade de descanso e sono, pois a iluminação hospitalar gera desorientação quanto a não saber o que é dia e noite bem como, torna o sono pouco reparador.  

Legenda: Terapia Ocupacional: conforto visual para os pacientes com Covid-19.

Foto: Marília Quinderé

O cuidado dos terapeutas na linha de frente também se destacou ao oferecer kits de atividades, montados a partir do desejo, interesses e preferências de cada paciente para amenizar as tensões que a internação, a solidão e a própria doença causam, tornando o cotidiano mais significativo. “Depois de tudo que passamos fica uma sensação de missão cumprida por saber que contribuímos de forma efetiva para um momento que jamais pensávamos viver. Nós tornamos com tudo isso pessoas mais fortes, conscientes de que nosso trabalho ajuda o ser humano a ser dono de sua própria história”, reflete a terapeuta ocupacional.  

Na visão da fisioterapeuta Dra. Ana Karine Castelo Branco, a pandemia foi um divisor de águas na vida pessoal e profissional. “Apesar da tragédia da doença, pude observar o crescimento da minha profissão. A sua valorização e o seu reconhecimento foram muito gratificantes pra mim, mas o mais importante foi olhar o ser humano de outra forma, foi ver o quanto precisamos uns dos outros, o quanto o amor, a atenção e o carinho, são mais importantes que qualquer dinheiro. Vi situações emocionantes, verdadeiros milagres acontecidos pelo amor e pela fé”, reflete.  

Dra. Ana Karine relata a experiência de acompanhar uma paciente que teve sérias sequelas após a Covid-19. “Comecei a atendê-la na casa dela, assim que chegou do hospital. Estava bem debilitada, usando oxigênio, fazia todas as necessidades na cama, tamanho era seu grau de debilidade. Cansava até quando falava, pois teve 90% de comprometimento pulmonar. Com o passar dos dias ela foi melhorando e me surpreendendo, mostrou-se uma guerreira e após dois meses, a paciente já realizava as atividades costumeiras e andava na esteira. Pra mim, foi muito gratificante ver a evolução dela. São situações como esta que me fazem ter orgulho de ser fisioterapeuta”.  

Programação Crefito6  

As celebrações do Dia Nacional do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional seguem durante todo o mês com homenagens, palestras e atendimentos gratuito à população. Nesta quarta, dia 13, a programação na Praça do Ferreira começa às 7h com atendimento ao público. Na ocasião, os profissionais orientarão sobre o aplicativo Crefito6, que auxilia na busca de atendimento de fisioterapeuta e terapeuta ocupacional por localização.  

Entre os serviços ofertados estão, consultas, exames e indicações fisioterapêuticas de exercícios para aumentar e melhorar a capacidade respiratória, além de orientações posturais e motoras para o alívio das sequelas da doença. Já pela Terapia Ocupacional, serão realizadas atividades de avaliação dos papéis ocupacionais, gerenciamento do cotidiano e funcionalidade na execução das atividades da vida diária, bem como testes de memória, ansiedade e estresse.  

Outro destaque da programação é o lançamento da exposição “Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais - na linha da vida”, uma mostra artística que conta a travessia desses profissionais nesse momento tão desafiador. A exposição vai trazer expressões artísticas, relatos e fotografias da fisioterapeuta e fotógrafa Marília Quinderé, que fez um ensaio documental da linha de frente da pandemia.  A exposição pode ser conferida a partir das 17h do dia 13 de outubro até as 17h do dia 22 na Assembleia Legislativa. Confira abaixo a programação completa.  

13/10 7h - Atendimentos gratuitos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional à população, no pós – covid e lançamento da exposição “ na linha da vida” - Praça do Ferreira 14h - Homenagem a Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais- IJF  

15/10 15h – Solenidade em Homenagem ao do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional - Assembleia Legislativa do Estado do Ceará   

16/10 9h - Café com História – Lançamento do e-book “Na linha da Vida: Diário de uma Pandemia”. - Auditório CREFITO 6  

20/10 8h - Palestras e atendimentos aos funcionários durante evento II encontro anual de Terapia Ocupacional – ENCANTO do Hospital São José   

20/10 19h – Solenidade em Homenagem ao dia do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional - Câmara dos Vereadores   

23/10 9h - Café com História: Na linha da Vida Parlamentar - Auditório do CREFITO 6  

26/10 8h - Atendimentos de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais- SSPDS  

27/10 8h- Atendimentos de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais - Corpo de Bombeiros  

30/10 8h - Atendimentos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional na Regata Lua Rosa  - Beira Mar  

Período de 13 a 22/10  8 às 17h Exposição: “Na Linha da vida”  – Assembleia Legislativa do Ceará. 

Mais informações:  

Site: https://www.crefito6.org.br/  Instagram: https://www.instagram.com/crefito6/  

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza
Assuntos Relacionados
Shotes semelhantes
Shotes mais populares dessa semana