Topics quentes fechar

Clientes comparam congelamento de preços do Carrefour ao cenário econômico dos anos 80 | Gastar Bem | Valor Investe

Consumidores que têm ido às lojas do Carrefour para a Black Friday hoje vem relatando em redes sociais que a empresa congelou os preços de alguns produtos com a marca da empresa para conter o ambiente de escalada inflacionária. O assunto está entre os tópicos mais comentados do Twitter nesta tarde. O congelamento tem sido informado em comunicados nas gôndolas, com manutenção de preços até 10 de janeiro de 2022.

Como o Valor informou no começo do mês, a empresa tomou essa decisão após o crescimento na busca por ofertas e novos tamanhos de produtos nas lojas. Em nota, o Carrefour disse que a iniciativa busca “reafirmar seu compromisso com os brasileiros neste momento econômico que vem afetando diretamente a renda e a alimentação das pessoas”.

Nas redes sociais, a ação tem sido comparada com o período de forte elevação da inflação no início do fim dos anos 80 e início dos anos 90, quando planos econômicos levavam ao congelamento de preços em redes de supermercado para tentar manter o poder de compra da população.

O congelamento dos preços na rede envolve mercadorias de todas as marcas próprias do grupo, entre 15% a 20% abaixo do preço médio de marcas da indústria.

Conteúdo originalmente publicado pelo Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico

Siga o Valor Investe:
Inflação — Foto: GettyImages
1 de 1 Inflação — Foto: GettyImages

Inflação — Foto: GettyImages

Shotes semelhantes